domingo, julho 19, 2009

NOTA de ESCLARECIMENTO em relação a coluna publicada na VEJA

Com relação à citação do nosso nome pela revista Veja, na coluna "O hip hop da Petrobras" de Diogo Mainardi esclarecemos que a edição de nosso livro "Falcão: Mulheres e o Tráfico" não teve nem tem nenhum envolvimento da Petrobras, o verdadeiro alvo da publicação.

Seguindo normas do mercado, recorremos à uma produtora privada legalmente estabelecida ( a R.A. Brandão Produções Artísticas ) na qual não temos nenhuma participação societária ou financeira, para nos representar junto a uma editora privada legalmente estabelecida ( a Objetiva ), num processo que não envolveu dinheiro público.

Como se sabe, empresas especializadas representam os artistas nas atividades ligadas a direitos autorais, arrecadação e encargos.

Assim como não nos cabe acompanhar o relacionamento dos nossos fornecedores com terceiros, não faz o menor sentido estabelecer qualquer conexão entre essas partes.

Toda a documentação contratual, inclusive declaração de imposto de renda fruto desse contrato, está à disposição de eventuais interessados.


MV Bill e Celso Athayde

22 comentários:

  1. Ridículo esse Mainardi!

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pela nota de escxlarecimento. Senhor diogo mainardi - essa escória do jornalismo brasileiro - precisa ser constantemente desmarcado.

    ResponderExcluir
  3. O senhor Mainardi, não é apenas fraco política e jornalisticamente, é ridículo tbm.

    ResponderExcluir
  4. Muito boa essa nota, porém sugiro fortemente que vocês não deixem a coisa terminar assim. Cabe um processo de reparação contra a revista e contra esse calhorda Mainardi. Esse sugeitinho e sua revistinha vem disseminando mentiras sobre gente séria como vocês, pois lucram muito com isso. Vocês podem calcular o prejuízo que já tiveram com essa matéria mentirosa ? Infelizmente as pessoas lêem essa porcaria, isso fica na cabeça delas. Entre com um processo contra eles, isso não pode ficar assim por dois motivos. Primeiro por uma questão de justiça primaria, não pode-se ficar inventando mentiras sobre as outras pessoas, e publicar isso. Segundo, se vocês não se colocarem publicamente, via justiça, eles vão usar isso novamente e prjudicá-los ainda mais. Mais uma vez sugiro que processem a revista e esse malandro Mainardi.

    ResponderExcluir
  5. Muito boa a nota, mas sugiro que vocês não deixem a coisa assim. Devem entrar com uma ação contra a revista e esse jornalistazinho. Por dois motívos básicos. Primeiro, não podemos aceitar que seja disseminado mentiras sobre gente séria, isso é injusto. Segundo, se vocês não se manifestarem legalmente, eles vão ter isso como fato e vão continuar usando essas mentiras que foram escritas. Todos sabemos essa porcaria de revista e esse boçal do Mainardi lucram muito inventando mentiras e publicando nessa porcaria de revista, que infelizmente as pessoas ainda lêem. Mais uma vez, não fiquem apenas nessa nota. Vocês fazem idéia do prejuizo que já sofreram com essa matéria ? Vocês são pessoa conhecidas, e infelizmente a porcaria fica na cabeça das pessoas, e vocês devem, via justiça, forçar a revista a publicar matéria desmentindosse. Isso é um absurdo, não deixem usar o nome de vocês para jogo sujo deles.

    ResponderExcluir
  6. A grande questão é porque MV Bill escolheu essa R.A Brandão para representá-lo, já que a empresa faz até buffet em terraplenagem. Foi algum outro escritor que recomendou? Quantos outros escritores a R.A Brandão já fez o mesmo trabalho?

    ResponderExcluir
  7. E por acaso é algum crime vender os direitos autorais a outrem?
    É crime uma empresa de produções artísticas ter um capital baixo? Afinal, não é uma indústria, com maquinário...
    É crime a contratação de empresas de pequeno porte para a realização de eventos?
    Quanto às notas fiscais duplas e falsas, isso sim seria crime, mas Diogo Mainardi, dado o seu histórico na imprensa, não tem credibilidade nenhuma (a não ser em certos círculos, “vítimas” de mau jornalismo por anos a fio). Deveria ser intimado a provar na Justiça todas as acusações e insinuações que faz, tanto em relação à empresa de eventos quanto a Bill e Athayde. Mais um processo para a pilha que deve acumular por tentar “criar fatos”; estabelecer relações distantes, como se fossem próximas e factuais – Mainardi tem sua carreira graças a destilação de preconceitos, à difamação de pessoas e criação de factóides. Faz tempo que parei de ler sua coluna, passei a gastar meu tempo com material melhor... Mas, que eu saiba, seu único trunfo é polemizar, seja a que custo for – lembro de episódios renhidos com jornalistas (que eu considero de primeira linha), como Luis Nassif, Mino Carta e Franklin Martins... Espero que, a exemplo deles, vocês dêem ao dioguinho mais um processo – mais um pra coleção! – por calúnia, e por danos morais (suas insinuações já devem estar reverberando pela web... É uma pena que o direito de resposta, mesmo quando obtido, demore, e nunca tenha a mesma repercussão para recuperar os danos causados).
    Li a coluna dele, a de ontem e a da semana anterior, e acho agora voltou sua metralhadora (provavelmente cheia de mágoas, pela sua falta de luz própria, pois só aparece falando dos outros...) para os artistas. Semana passada foi Chico, ontem MV Bill juntando o “útil” ao “agradável”: polemizar levantando suspeitas sobre um artista em evidência e ainda unir isto a uma de suas obsessões: demonizar o governo Lula (desta vez através da Petrobrás e dos “petistas baianos” que a comandam)... Deve ter sido o must de dioguito...

    Boa sorte a vocês e um abraço,

    Gisele Lopes.

    ResponderExcluir
  8. Eles tentam de todas as formas nos deixar à margem, e quando uma ovelha foge do pasto e ameaça liderar e representar toda uma massa, ficam caçando meios de queimar o filme de quem está conseguindo espaço. É como disse acima o Ricardo Martins: não deixem isso barato, pois só de citar o mal contra vocês (e assim sendo, nós também quando ele usa da palavra Hip Hop), são dez blocos que caem por dois que são erguidos.Infelizmente eles são favorecidos e aparecidos.

    Fé em Deus Bill!
    Obs. Foi 10 o show em Sampa no último dia 18/07.

    ResponderExcluir
  9. Minha opinião pessoal sobre o Diogo Mainardi é a de que ele é apenas um "alpinista".
    Sempre TENTA ser a notícia, e não mostra ela. Com sua opinião pseudo-crítica e falsamente contestadora, cada vez mais afunda no ostracismo.
    Pena que alguns "jornalistas" tenham que recorrer à "invencionice" do que trabalhar no que realmente é a premissa da profissão; documentar, com base sólida, os acontecimentos.

    ResponderExcluir
  10. é só ler os comentários da coluna deles pra ver que isto é um crime de racismo disfarçado de jornalismo...

    ResponderExcluir
  11. Parabéns pela atitude. A revista Veja é um lixo, e Mainardi é o que há de pior. Ele foi muito leviano em fazer acusações sem qualquer apuração decente. Pra mim isso não passa de racismo enrustido. A editora Abril (dona da revista Veja) foi comprada pela Naspers, um grupo sul-africano que tem um passado de apoio à política racista do "Apartheid".

    ResponderExcluir
  12. Bom pessoal, apenas posso pensar algumas coisas:
    1) MV Bill é um dos maiores militantes sociais do mundo reconhecido pela UNESCO, atua em vários projetos sociais;
    2)Feita uma pesquisa de intenção de votos... hora mais de 2milhões de votos.. assusta alguém??
    3)Quantos projetos sociais o caro escritorzinho apóia mesmo? não ele não apóia, escreve pra burguesia,
    4)Por fim, sugiro que alguém tome a frente e faça uma campanha de assinaturas para repudiar a escória que oprime as organizações sociais, milhares de asssinaturas repudiando essa matéria mentirosa e fraudulenta.

    abraço fraterno

    ResponderExcluir
  13. Li os posts do Mainardi e do Reinaldo Azevedo e ainda não entendi o que eventuais irregularidades desta empresa tem a ver com o MV Bill.

    Pelo que entendi, MV Bill assinou um contrato com uma empresa SUSPEITA (não condenada) de crime junto com a petrobrás.

    quer dizer que se eu comprar ou vender algo, tenho que checar e assegurar que o vendedor ou comprador é honesto?

    ResponderExcluir
  14. "Não há nenhum pensamento importante que a burrice não saiba usar, ela é móvel para todos os lados e pode vestir todos os trajes da verdade. A verdade, porém, tem apenas um vestido de cada vez e só um caminho, e está sempre em desvantagem" (Robert Musil em "O Homem sem Qualidades")

    ResponderExcluir
  15. Vamo junto contra essa revistinha ordinária chamada Veja e esse baba-ovo do Mainardi.

    Qualquer coisa tamo ai.

    ResponderExcluir
  16. Que pena que ainda hoje temos que ler relatos de 'jornalistas' preocupados apenas em 'fazer barulho'.. Diogo, sai da GNT e vai pra GLOBO; é bem a sua cara, destilar veneno ao lado do Faustão.

    ResponderExcluir
  17. O Bonde não pode parar.
    RAPPAZ Encontro Metropolitano de Cultura de Rua Pela Paz-
    PAZ SEM VOZ, NÃO E PAZ E MEDO..
    O Centro Cultural Humaitá, em parceria com a Associação Paranaense da Cultura Hip-Hop realizam dia 09 de agosto de 2009, na Praça de SKATE CENTRAL em CAMPO LARGO, a partir das 12h, no Colégio Estadual Professora Edith , localizado na rua Mato Grosso 9255 no Bairro Ferraria, o RAPPAZ - Encontro Metropolitano de Cultura de Rua Pela Paz.
    Evento que já contabiliza Cinco edições já realizadas em Colombo, uma em São José dos Pinhais e uma no Bairro Parolin, em Curitiba, este ano amplia sua área de abrangência, articulando parcerias entre as prefeituras de Colombo, São José dos Pinhais, Campo Largo, Piraquara e Antonina, bem como com a Secretaria de Estado da Cultura, a Secretaria Municipal de Assuntos Metropolitanos e comerciantes locais.
    Tendo em vista a insegurança social e econômica, a falta de perspectivas culturais e profissionais, a violência, o tráfico e consumo de drogas nas periferias, o RAPPAZ - Encontro Metropolitano de Cultura de Rua Pela Paz surge como uma opção de conscientização, lazer, arte e entretenimento para os jovens.
    O objetivo é criar uma rede de intercâmbios culturais e de parcerias, articulando instituições e agentes culturais de diferentes comunidades, afim de vitalizar os espaços públicos com esporte, elementos da Cultura Hip Hop e das culturas de matriz africana. Desta forma, buscando estimular na juventude o interesse pelo esporte, pela arte e pela cultura, bem como encontrar novos talentos e gerar oportunidades que fortaleçam e dêem visibilidade aos agentes culturais envolvidos.
    O evento promove também uma campanha de conscientização pela cultura da paz e presta solidariedade ao Rapper David Black, que foi recentemente vitimado pela violência de trânsito. Parte da alimentação arrecada será revertida em seu benefício.
    Ficaremos honrados com seu incentivo, doando 1 kg de alimento voce concorrerá a brindes sorteados durante o evento.
    Apresentações Artísticas.
    J.A.C, 29 CWB, ARQUIVO X, CIA DO GUETO,
    DJ's:Popeye e Kid
    Crew de Break:Gana 57 Crew
    Graffiti: Mostra e Graffitagen com Crew Local e Convidados.
    BATALHA DE BREAK 1X1
    CAMPEONATO DE SKATE BEST TRICK
    CAMPEONATO DE STREET BALL 1X1
    Tera Premiação para os 3 Primeiros Lugares
    1º Grana, Brindes,Trofeu .
    2º Grana,Brindes,Trofeu
    3º Trofeu e Brindes.
    E MEDALHAS PARA DESTAQUE FEMININO E MASCULINO
    NFORMAÇÕES DOS ÓNIBUS QUE CHEGAM AO EVENTO
    Saindo do terminal Campo Cumprido.
    Colônia Rebouças, Santa Ângela e Campo Largo pela Estrada Velha
    REALIZAÇÃO
    Associação Paranaense de Cultura Hip Hop
    Centro Cultural Humaita
    INFORMAÇÕES
    91617961-84784242
    www.hiphoprightrow.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. RAPPAZ Encontro Metropolitano de Cultura de Rua Pela Paz-
    PAZ SEM VOZ, NÃO E PAZ E MEDO..
    O Centro Cultural Humaitá, em parceria com a Associação Paranaense da Cultura Hip-Hop realizam dia 09 de agosto de 2009, na Praça de SKATE CENTRAL em CAMPO LARGO, a partir das 12h, no Colégio Estadual Professora Edith , localizado na rua Mato Grosso 9255 no Bairro Ferraria, o RAPPAZ - Encontro Metropolitano de Cultura de Rua Pela Paz.
    Evento que já contabiliza Cinco edições já realizadas em Colombo, uma em São José dos Pinhais e uma no Bairro Parolin, em Curitiba, este ano amplia sua área de abrangência, articulando parcerias entre as prefeituras de Colombo, São José dos Pinhais, Campo Largo, Piraquara e Antonina, bem como com a Secretaria de Estado da Cultura, a Secretaria Municipal de Assuntos Metropolitanos e comerciantes locais.
    Tendo em vista a insegurança social e econômica, a falta de perspectivas culturais e profissionais, a violência, o tráfico e consumo de drogas nas periferias, o RAPPAZ - Encontro Metropolitano de Cultura de Rua Pela Paz surge como uma opção de conscientização, lazer, arte e entretenimento para os jovens.
    O objetivo é criar uma rede de intercâmbios culturais e de parcerias, articulando instituições e agentes culturais de diferentes comunidades, afim de vitalizar os espaços públicos com esporte, elementos da Cultura Hip Hop e das culturas de matriz africana. Desta forma, buscando estimular na juventude o interesse pelo esporte, pela arte e pela cultura, bem como encontrar novos talentos e gerar oportunidades que fortaleçam e dêem visibilidade aos agentes culturais envolvidos.
    O evento promove também uma campanha de conscientização pela cultura da paz e presta solidariedade ao Rapper David Black, que foi recentemente vitimado pela violência de trânsito. Parte da alimentação arrecada será revertida em seu benefício.
    Ficaremos honrados com seu incentivo, doando 1 kg de alimento voce concorrerá a brindes sorteados durante o evento.
    Apresentações Artísticas.
    J.A.C, 29 CWB, ARQUIVO X, CIA DO GUETO,
    DJ's:Popeye e Kid
    Crew de Break:Gana 57 Crew
    Graffiti: Mostra e Graffitagen com Crew Local e Convidados.
    BATALHA DE BREAK 1X1
    CAMPEONATO DE SKATE BEST TRICK
    CAMPEONATO DE STREET BALL 1X1
    Tera Premiação para os 3 Primeiros Lugares
    1º Grana, Brindes,Trofeu .
    2º Grana,Brindes,Trofeu
    3º Trofeu e Brindes.
    E MEDALHAS PARA DESTAQUE FEMININO E MASCULINO
    NFORMAÇÕES DOS ÓNIBUS QUE CHEGAM AO EVENTO
    Saindo do terminal Campo Cumprido.
    Colônia Rebouças, Santa Ângela e Campo Largo pela Estrada Velha
    REALIZAÇÃO
    Associação Paranaense de Cultura Hip Hop
    Centro Cultural Humaita
    INFORMAÇÕES
    91617961-84784242
    www.hiphoprightrow.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. MV Bill, ao ler a Veja fiquei meio indignadio com a possibilidade de vc ter qualquer coisa errada ligada a tal empresa. Achei a nota esclarecedora, mas tb fiquei com vontade de saber de nde surgiu a escolha dela ...tipo dentista...a gente geralmente vai em um conhecido ou que algueem recomende.... Por favor, no próximo escolhe outra né....por acaso eu tb sou brandão. abs. www.brandaotv.com.br

    ResponderExcluir
  20. Isso é medo de MV Bill se candidata proximo ano.MV BILL PARA PRESIDENTE!

    pq é uma ameaça para brasilia ter alguem honesto com apoio do povo por lá.

    ResponderExcluir